“Foi crucial a minha passagem pela EPM. Talvez se não tivesse escolhido este caminho não me teria  licenciado em Desporto e Lazer.”

Filipa Batista

Diretora Técnica do Health Club & Spa do Hotel Casino Chaves

 

1) O que te levou a escolher um curso profissional?

Escolhi um curso profissional porque sempre tive o sonho de seguir Desporto e na altura que cheguei ao secundário deixou de existir essa área. Como a Escola Profissional de Murça ia abrir o Curso Animador Sociocultural e Desporto vi uma oportunidade para seguir o meu sonho.

 

2) Porquê a Escola Profissional de Murça em particular?

A escolha da escola deveu-se principalmente ao curso, como referi anteriormente, mas também pelo meu irmão já ser aluno e falar em casa que a escola nos fazia sentir como se estivéssemos em família.

 

3) Que memórias te ficaram desses tempos?

 

Sem dúvida que o que mais me marcou na minha passagem pela escola foi o ambiente feliz que se vivia todos os dias. Claro que a componente letiva é importante mas na minha opinião, para que haja sucesso na aprendizagem, é fundamental que exista uma boa relação entre todos os intervenientes. E a relação que se cria com os professores, funcionários e colegas é o que torna esta escola tão especial.

 

4) De que modo a frequência da EPM ajudou a tua formação pessoal?

 

Foi crucial a minha passagem pela EPM. Talvez se não tivesse escolhido este caminho não me teria licenciado em Desporto e Lazer.

 

5) Qual o contributo da EPM na tua atividade profissional (referir qual a atividade profissional atual)?

 

A componente prática que é caracterizadora das escolas profissionais preparou-me muito bem para a minha vida profissional. Levamos sérias vantagens em relação a um aluno de uma via regular do secundário, pois durante o curso e o estágio lidamos de perto com a realidade do mundo do trabalho. Neste momento sou Diretora Técnica do Health Club & Spa do Hotel Casino Chaves - Grupo Solverde e muito o devo à EPM por toda a aprendizagem que me proporcionou.

Muito obrigada!